Ouça: Curtis Harding

Músico conhece suas referências, mas não se torna refém delas

Ouça: Curtis Harding
Mauro Melis

Entre tudo o que é publicado no Monkeybuzz, Ouça revela o que o site tem de melhor. Pode ser uma música, um vídeo, banda ou disco - sempre que se deparar com este “selo”, significa que nossos redatores sugerem aquele assunto como merecedor de destaque. Fique à vontade e ouça.

Curtis Harding

Em paralelo à crescente onda de bandas inspiradas pelo Rock Psicodélico dos anos 60 e 70, influência notada em grande parte em vocais que chegam quase etéreos aos ouvidos, alguns artistas optam por resgatar a voz do fundo da garganta reverenciando os estilos Blues e Soul, dando assim origem a músicos mais "puristas", como Leon Bridges, e outros que vão agregando cores menos desbotadas à mistura, como é o caso de Fantastic Negrito.

O norte-americano Curtis Harding fica no meio deste caminho, às vezes fazendo músicas que lembram Charles Bradley (I Need A Friend, por exemplo), e outras combinando riffs que nos remetem à crueza da guitarra de The Black Keys (como em Surf, inspirada pelas histórias em quadrinhos e série de TV estadunidense The Walking Dead).

Keep On Shining tem bastante referências setentistas, com aquele toque de guitarra que característico de Nile Rodgers. É um mesmo clima notado em músicas de The Asteroids Galaxy Tour, mas, ainda que menos enfeitado, continua com aquele ar de pista de dança. Nesta música e em todo o álbum lançado em 2015, Soul Power, todos os instrumentos parecem se harmonizar em primeiro plano, produção que deixa o disco muito orgânico e, de novo, com certa crueza. O que fica em segundo plano parecem ser apenas os backing vocals - quase onipresentes e grandes responsáveis por identificarmos as décadas que influenciaram as composições.

Com um passado distante no Rap, Curtis consegue brilhar mais quando não é tão autorreferencial aos seus gêneros de coração, mas mesmo assim está acima da média pela versatilidade de uma voz educada em corais de igrejas e que já passou inclusive pelo backing vocal de Cee-Lo Green. Com este talento somado a uma mão direita solta que faz sua guitarra soar como o groove do já citado Nile Rodgers, a sonoridade alcançada pelo artista convence de seu potencial para se tornar cada vez mais autêntica com seu amadurecimento.

Artista: Curtis Harding

Marcadores: Ouça