Ouça: BOYBOY

Ouça: BOYBOY

Em uma das poucas entrevistas com BOYBOY disponíveis na Internet, o artista parece se aproveitar de sua identidade anônima para responder com certa ironias a perguntas que tentam investigar influências e a forma como enxerga sua música e sua arte. A postura de não preocupação parece refletir uma visão de músicas voltadas ao puro entretenimento, em que qualquer tipo de catarse ou imersão causadas a partir delas são frutos das impressões que causam e não de um trabalho cirúrgico feito com este objetivo.

Vindo da Nova Zelândia, mas hoje trabalhando em algum ponto de Los Angeles, o artista explica seu nome como uma gíria de saudação usada por um grupo de amigos. Apesar da predileção pelo isolamento na hora da criação, são estes amigos que são convocados na hora que escolhe escalar parceiros para seus projetos.

As faixas têm destaque para dois pontos principais, que são uma inegável influência Eletrônica com um bom gosto para referências Pop, passando aí por elementos de Funk dos anos 80 e Psicodelia Indie. Isso, é claro, falando sobre as três músicas lançadas até então - BOYBOY não parece preocupado em fazer promessas até então.

Até oito dias atrás, seu SoundCloud contava com apenas duas faixas: Boy, seu single de estreia, e None Of Your Love, que agora contam com a companheira Vice (talvez a melhor das três). Com arranjos etéreos e letras fáceis, as composições indicam um possível caminho para o EP que o músico diz lançar ainda este mês, colocando-o em uma direção parecida com a que artistas como Toro Y Moi tomaram, por exemplo. Sem se gabar do que parece ser um talento promissor, BOYBOY pode ser um nome a ser ouvido muitas vezes ainda neste ano e, talvez, depois dele.

Artista: BOYBOY

Marcadores: Ouça